A Missão da Igreja

Escrito por Robson de Castilho em

No Livro de Ester, podemos extrair vários ensinamentos para a nossa vida. Neste artigo gostaria de fazer uma analogia desta passagem histórica do povo Judeu-persa com a obra de evangelização da igreja atual.

Ester, como todos sabemos, teve um papel fundamental na preservação da nação judaica nos territórios persas da época, onde Hamã, um Agagita (Descendente de Agage Rei dos amalequitas e inimigos dos judeus) era o primeiro ministro do Rei Xerxes (filho do rei Dario que deu as provisões para a reconstrução do templo em Jerusalém, usando a vida de Neemias Zorobabel e Esdras) se levantou contra todos Judeus, por ter ódio de Mardoqueu,(tio de Ester) instituindo um dia de morte em todas as províncias onde havia um judeu (Ester 3:1 a15).
Esta notícia abalou a todos. Seria a extinção dos judeus nas províncias de Xerxes o que se tratava de uma grande extensa área geográfica. “E sucedeu nos dias de Assuero, o Assuero que reinou desde a India até a Etiópia, sobre cento e vinte e sete províncias” Ester 1:1

Qual foi a reação de Mardoqueu e dos demais judeus? Quando Mardoqueu soube tudo quanto se havia passado, rasgou as suas vestes, e vestiu-se de saco e de cinza, e saiu pelo meio da cidade, e clamou com grande e amargo clamor; E em todas as províncias aonde a palavra do rei e a sua lei chegava, havia entre os judeus grande luto, com jejum, e choro, e lamentação; e muitos estavam deitados em saco e em cinza. Ester 4:1, 3

Ester quando ficou sabendo de tudo o que foi tramado pa ra destruir seu povo, pediu que Mardoqueu e todo o povo entrassem em oração e jejum por três dias e ela e suas servas fariam o mesmo, e depois disto ela iria procurar o Rei Xerxes para tentar reverter esta sentença de morte. (Ester 4:6, 17)

O que aprendemos aqui, que tenha aplicação em nossa vida com obra missionaria e a evangelização?

A palavra de Deus diz: “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.” Romanos 6:23

Quem introduziu o pecado no homem foi satanás, o inimigo do Senhor e do Seu povo. Da mesma maneira que aconteceu nos tempos de Ester e Mardoqueu, existe uma sentença de morte para todos os homens, que se permanecerem no pecado, serão mortos. Ester, simboliza a Igreja (figura de mulher), que gera vidas, cuida, alimenta e prepara para uma vida promissora e a mulher sábia edifica a sua casa, A igreja deve ser esta mulher, que ora, jejua intercede dá sua própria vida em favor das outras. Esta Igreja somos nós, que temos esta notícia, as boas novas de Cristo (Evangelho), que através do Espirito Santo se enche de poder e autoridade, para levar a verdade ao mundo. Atos 1:8 diz “e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém, Samaria e até os confins da terra.” Muitas pessoas estão morrendo sem receberem a boa notícia, que em Cristo temos Vida eterna.

Após Ester e todos os judeus orarem por três dias, ela foi ter com o Rei Xerxes que a recebeu e deu ouvidos a sua petição, mandou destruir os inimigos dos judeus principalmente Hamã e os Judeus fizeram grande festa de Jubilo ao Senhor, onde até os dias de hoje este momento é lembrado entre os judeus que comemoram uma festa chamada Purim, em gratidão ao grande livramento do Senhor ao seu povo.(Ester 8:1,17). Onde antes havia pranto e tristeza, Deus transformou em riso e alegria. Pois estavam condenados a morte e Deus lhe concedeu vida.


Onde antes havia pranto e tristeza,

Deus transformou em riso e alegria.


Da mesma maneira hoje, precisamos anunciar a salvação em Cristo Jesus ao mundo, pois o diabo vem para matar roubar e destruir, mas Jesus nos dá vida em abundância, e temos esta notícia e o que devemos fazer? Quando Xerxes deu ordens para os judeus se defenderem de seus inimigos, era preciso levar esta notícia a todas as províncias, e a maneira feita foi usar os correios, as cavalarias do rei, que com muito ímpeto e alegria saíram apressadamente.

Nós precisamos ser este correio real, que leva a mensagem ao mundo caído que em Cristo Jesus temos Salvação. E todos poderem se alegrar e celebrar uma grande festa ao Senhor, não o Purim mais a Páscoa que foi através da morte e ressurreição de Jesus que todos nós podemos desfrutar da vida eterna.

Categorias: Estudos

Robson de Castilho

Robson de Castilho

Robson é Presbítero e Líder do Ministério de Ensino da CIEB. Casado com Ana é avô da pequena Cecília.

2 Comments

Lucas Cantisani

Lucas Cantisani · 10 de outubro de 2019 at 22:31

Que benção! Ótima reflexão sobre nosso papel enquanto igreja do Senhor.

Avatar

Pb.Robson · 17 de outubro de 2019 at 17:29

Amém! eu agradeço pela oportunidade de poder participar desta mais nova ferramente de evangelização. Deus abençoe e capacite os organizadores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.