Cedro

O Cedro do Líbano

“O justo florescerá como a palmeira: crescerá como o cedro do Líbano.” – Salmo 92,12

O cedro do Líbano, como é chamada, é uma árvore majestosa que encontramos nas regiões montanhosas do Líbano, Síria, Turquia, Chipre, Marrocos, Argélia, Noroeste Africano etc. O cedro atinge até 40 metros de altura e 14 metros de diâmetro no tronco. O cedro foi escolhido como emblema da bandeira libanesa por simbolizar força e imortalidade. Embora existam muitos tipos de cedros, o Cedro do Líbano ou Cedrus libani é a espécie mais velha e mais forte, podendo viver ao longo de centenas de anos.

Nos primeiros três anos de vida, as raízes crescem até um metro e meio de profundidade enquanto a planta tem somente cerca de cinco centímetros. Somente a partir do quarto ano é que a árvore começa a crescer. O cristão é como o cedro do Líbano e, portanto, tem a promessa de crescer. Ainda que o seu crescimento seja lento, conforme a experiência do cedro, ele acontecerá e se tornará visível a todos.

A preocupação do filho de Deus, principalmente nos primeiros anos da vida cristã, está no lançar das suas raízes. Lembre-se do fato de que, nos três primeiros anos, o cedro possui raízes de um metro e meio de profundidade enquanto a planta apresenta apenas cinco centímetros. Há informações de que a raiz, quando cresce muito e atinge alguma rocha, continua crescendo em volta da rocha, abraçando-a.

Que bom se logo no começo das nossas vidas espirituais, nós tivéssemos sido mais atentos às Escrituras sobre a importância de crescermos como o cedro do Líbano!

Talvez tivéssemos evitado muitos transtornos! Talvez, hoje seríamos mais prudentes, mais maduros ao enfrentarmos os problemas, mas ficar “chorando o leite derramado” seria perda de tempo! Que tal, com o auxílio do Espírito Santo, buscarmos esse crescimento verdadeiro? Certamente que a nossa água e o nosso alimento para crescermos como cedros do Senhor estão a nossa disposição na Palavra do Senhor!

Mas como fazer crescerem as nossas “raízes espirituais”?

  1. Marcar dia e hora para fazer isso é importante, pois demonstra disciplina para crescermos.
  2. Levar outros a terem o mesmo entendimento de crescer para Deus ajuda ainda mais!
  3. Praticar aquilo que lemos na Bíblia só ratifica, pois confirma essa disposição de sermos mais parecidos com Cristo.
  4. Frequentar os cultos sempre que puder também! (Agora, com essa epidemia, podemos até não estarmos juntos literalmente, mas não podemos JAMAIS deixar de estarmos juntos em oração).
  5. Aliás, é com muita oração que poderemos experimentar do amor de Deus, Sua presença, Sua alegria! É na oração que somos revigorados, fortalecidos, pois é uma bênção estar conversando com o Rei do Universo! Que privilégio!

Bem, nunca é tarde para crescer! Aliás, lemos que as raízes do cedro, quando encontram uma rocha, elas dão um “jeito” de desviar dela e continuar crescendo! Assim também conosco. Se estamos com Cristo, podemos confiar plenamente NELE e saber que é Ele quem nos alimenta, quem nos fornece água fresca e, sem Ele, secaremos, já que somos somente lenho seco!

A minha oração para esse dia é: “Que o Senhor, que é a nossa seiva de vida, nos dê o crescimento necessário para enfrentarmos as rochas que se apresentarem no nosso caminho, e que sejamos fortes Nele, como seus cedros! Em nome de Jesus. Amém.”

Marcos Peretta

Marcos Peretta

Marcos Peretta é professor da Escola Bíblica na CIEB. Casado com Eliana, são pais dos adolescentes Sara e Vinicius.

Compartilhe esse post

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email